iklan banner
ads

Espelho D’agua

 


A superfície plana d’um espelho D’agua é curvada o suficiente

Para aqueles que choram,

Os mesmos que sofrem.

Pois essa dor atordoante que sentes é limitada ao nada,

Ao universo!

 

Sem limites sofrerás sorrindo,

Por que és capaz de atuar tão bem ao ser descoberto

No primeiro ato.

Mas ninguém saberá quem é

E o porquê de tamanho padecimento.

 

Sua verdade será considerada mentira até que a intrujice

Se torne parte de si.

O beijo desejado já não terá mais.

Será incapaz de tal triunfo sob, sobre quem ama melhor.

 

A guerra será tua vitória.

O filme nectáreo, depressivo que assiste empenhadamente.

É tão amaro quanto teu amor,

És pesado, é abominado és sublime.

 

Amoriscado será somente nos poucos momentos da vida,

E o espelho d’agua refletira docemente suas embromações

No entanto a fidedignidade não será capaz de se revelar,

Virará, tornará servo da embutisse.

 

Não possuirá seu coração,

Nem seus sentimentos,

Suas lagrimas serão nada

E seus sorrisos soledade.



Escrito por Dani Whittemore. 

Novo
Anterior
Próximo Post »