ads

Teatro e a resignificação dessa experiência no audiovisual.

 

Com a paralisação das atividades escolares e culturais, a Escola Municipal de Teatro e todos os demais segmentos tiveram que se reinventar.

Buscando retomar os processos cênicos que já estavam sendo desenvolvidos, a Escola Municipal de Teatro se adaptou e criou um novo método de ensino para o momento “pandêmico” que estamos vivendo a pouco mais de cinco (05) meses. Por meio da plataforma de videoconferência chamada “zoom”, estão sendo realizadas as aulas semanalmente em cerca de treze (13) turmas, que alcançam desde o público infantil até o público adulto.

Sabendo da necessidade de continuarmos produzindo arte, espetáculos, performances, e entretenimento criamos no primeiro semestre de dois mil e vinte (2020), a “Primeira Mostra de Cenas Curtas Online” com pouco mais de quinze (15) processos cênicos gravados em casa. Em números a “Primeira Mostra de Cenas Curtas Online” atingiu pouco mais de duas mil visualizações, além de poder alcançar pessoas em qualquer parte do mundo pelo canal da Escola Municipal de Teatro do YouTube. Com a Mostra desafiamos nós o corpo docente, e os alunos com processos cênicos dos quais jamais imaginaríamos fazer assim: a distância. 

Nas primeiras semanas de aulas online, tivemos dificuldade no que diz respeito a comunicação, e ao tempo, pois, perdíamos muito tempo da aula fazendo com que todos conseguissem participar tanto pela conexão ou por erro na própria plataforma, mas com o passar das semanas esse já não foi o principal impasse. A partir daí surgiram novas dificuldades que aos poucos foram sendo supridas, como por exemplo: as montagens de processos cênicos a distância, as problemáticas de como editar, gravar e transmitir emoções e sensações para o público, mantendo nossa essência de tocar, e fazer a pessoa que está assistindo se sentir parte do processo, ou ao menos levar consigo uma mensagem sobre aquele processo.

Agora, eu como parte do corpo docente já instruídos, busco para os atuais processos transmitir emoções, buscando afetar o público mesmo que seja por uma tela de televisão, celular, tablet... entre outros. Trazendo para a cena a sensação de proximidade, fazendo acontecer em cada processo do qual atuo como direção, dramaturgia e edição uma nova experiência audiovisual, tanto para infância, quanto para o público adulto.

Escrito por Danilo Carvalho

Professor/Instrutor na Escola Municipal de Teatro


POLO/TURMA Escola 13 de Maio