ads

Processos criativos e coletivos na Sala do Professor

A sala do professor é um espaço criado pela Escola Municipal de Teatro para proporcionar reflexões sobre o ambiente da sala de aula, atravessando a discussão do educador-artista, onde as experiências vividas em sala, possam ser compartilhadas em roda, dentro de um tema proposto pelo mediador.

Na última sala, a professora e artista visual Alice Lucas trouxe uma reflexão sobre processo criativo, jogos e estratégias para conseguir criar, mesmo em momentos de bloqueio. A sala iniciou com a roda ao ar livre, onde o corpo docente falou sobre seus processos e rituais de criação, quais estratégias utilizam para organizar os pensamentos e criar um projeto, pensando também sobre produção em períodos de bloqueio criativo ou sobrecargas do cotidiano. Utilizamos para esse encontro a ferramenta brainstorm, onde dentro de uma tabela de características trabalhou-se com a espontaneidade, mas que pode também acontecer com temáticas e especificidades pré-estabelecidas.



Este momento proporcionou um novo olhar sobre o processo de criar, nos permitindo uma nova perspectiva em cima dos nossos processos, percebendo as estratégias que criamos ao longo do tempo para auxiliar quando o ’criar’ torna-se uma obrigação e não algo natural do artista, precisando vencer a barreira do dever-criatividade ou inclusive o cotidiano que leva tempo, os processos são guiados dentro de pontos positivos do que vemos, ou até mesmo a negatividade estampada através da beleza de um olhar que somente o artista tem, guiamos nossos processos a partir do que existimos.

A sala do professor vem nos permitindo discussões importantes para o coletivo de educadores-artistas, expandindo nossas percepções sobre a sala de aula e a forma como a arte vai passando ao mudar o olhar, sensibilizando-o. Este espaço de reflexão tem auxiliado não só na construção do plano de aulas e oficinas, a forma como ministramos e nos portamos diante de um jogo, mas também na relação com os coletivos criados em cada polo e núcleo, mostrando que criar também pode ser um processo coletivo.

Texto escrito por Alice Lucas.


                                        

Novo
Anterior
Próximo Post »